(Vi)ver fora da caixa

out_the_boxDepois de Jesus Cristo e Clarice Lispector, provavelmente Warren Buffet é o ser humano mais citado de Toda a História. Dentre suas citações, tem uma que ressoa fortemente comigo, tanto nos investimentos, quanto em outras áreas da vida:

Seja ganancioso quando os outros são cautelosos, e cauteloso quando os outros são gananciosos

Essa gema barroca é especialmente valorosa nestes tempos de Bovespa frenética (“vai bater 500 mil pontos!, entre agora e torne-se milionário!”), mas estive pensando que seu valor pode ser ainda maior se a considerarmos uma metáfora, e não somente uma recomendação genérica de investimento.

Note que a citação dá ideia de fluxos contrários: se o fluxo for dessa forma, aja de outra forma, e o fluxo mais caudaloso é o que deve ser resistido. Logo, podemos extrair que a essência da citação é: movimente-se no sentido contrário do da maioria. Viva fora do pico.

Pessoalmente, tenho uma tendência impulsiva a viver fora do pico. Se muita gente faz determinada coisa, perco o interesse e procuro outra coisa pra fazer. É possível que esse traço de personalidade traga infortúnios no nível individual, já que normalmente resulta em hábitos ou atividades mais obscuras, mas pra sociedade, como um todo, pode ser algo bem vindo, pois amplia o leque da natureza humana a ser explorada.

Após perceber essa minha tendência, comecei a racionalizá-la*, e percebi que a vida fora do pico pode surgir a partir de questionamentos das premissas sobre as quais nossa sociedade foi construída, e dos objetivos que queremos alcançar.

(*) Quase sempre, o racional desperta após o emocional, ou seja, primeiro temos a ação/impulso, e só depois tentamos racionalizá-los.

A filosofia ocidental é tão especializada e compartimentalizada que, muitas vezes, perdemos a noção (e a coragem) necessária para questioná-la. A lista a seguir é resultado de alguns questionamentos que fiz à nossa vã filosofia a fim de racionalizar minhas próprias escolhas:

Por que tomamos café da manhã, almoçamos e jantamos? Certamente a maioria absoluta de nós realiza essas três atividades. Mas eu não vejo estrita necessidade, especialmente quando vejo o grande fluxo de pessoas que, às 12h, se movimentam para o almoço no trabalho. Prefiro ter meu próprio horário de alimentação, que é o mais básico de todos: eu como quando tenho fome, a qualquer hora.

Por que comemos carne todos os dias (especialmente no almoço)? Parece que se o almoço não tiver nenhuma carne, não é almoço, não dá “sustância”. Mas o ser humano provavelmente não foi feito pra comer tanta carne. Basta perceber que somos muito mais próximos de chimpanzés (que são majoritariamente frugívoros) do que de qualquer animal carnívoro. Nosso intestino é todo curvo & retorcido, enquanto que o intestino de carnívoros é bem curto, para evitar que a carne apodreça (!) lá dentro.

Por que comemos comida temperada todos os dias? Esse é um costume estranho. Se você faz a própria comida, é muito provável que todos os dias você tenha que refogar alho & cebola, tomando cuidado pra o alho não queimar rápido, ou então fazer um molho de carne que leva tomate, pimentão, cominho, colorau, cebola, alho e uma folha de louro. Note o esforço terrível que isso demanda. Aparentemente, a sociedade esqueceu que nosso paladar se adapta a sabores mais simples – na verdade, arrisco a dizer que nosso paladar foi feito para saborear alimentos simples (frutas, verduras, tubérculos). Se os temperos fazem o alimento ficar delicioso, é óbvio que vamos comer uma maior quantidade do que a necessária, somente pela dopamina envolvida na experiência gustativa. Enquanto que se o sabor for simples, é provável que não consigamos comer muito mais do que aquilo de que o corpo precisa.

Por que consideramos uma pessoa musculosa como um ideal de saúde? Isso é uma tremenda distorção. Uma pessoa musculosa, como a da direita da foto abaixo, precisa de uma enorme quantidade de calorias (especialmente de proteínas) somente pra manter o corpo daquele jeito. Isso não é sustentável no longo prazo. Imagine se, no nosso hábitat original (selva), um ser humano precisasse de 1kg de carne todo dia pra manter o corpo funcionando. Não seria possível. Meu ideal de saúde é muito mais próximo do da pessoa à esquerda na foto abaixo.

cacador_musculoso
Para você, qual dos dois indivíduos é mais saudável? O da direita provavelmente tem mais força, mas isso não vem de graça: ele precisa de uma manutenção mais complexa & cara.

Por que buscamos levantar 150kg na academia?, quando, normalmente, nossa maior necessidade é levantar, no máximo, nosso próprio peso? Pense bem: em que situação na sua vida você já precisou levantar, sozinho, mais do que o seu próprio peso?, ou até mesmo o seu próprio peso! Possivelmente, nunca! Então por que raios os homens tentam levantar tanto peso? Isso não é saudável, e deve fazer muito mais mal do que bem, considerando que o risco de lesão aumenta quando o peso levantado aumenta. Pra mim, exercício de força é barra fixa e marinheiro. Risco de lesão praticamente nulo e atingiremos o objetivo principal: levantar o próprio corpo.

Por que defecamos sentados? Novamente, remeto-me à nossa vida ancestral. É bastante improvável que nosso intestino tenha evoluído para otimizar a logística das fezes enquanto sentados – não havia cadeiras ou vasos sanitários! Parece-me que o ideal seria estarmos agachados, como os outros animais ficam nesse momento inglório. Deveria haver sanitários que levassem isso em conta. Seria revolucionário!

Por que tomamos banho quente, ou dormimos com ar condicionado? Tudo bem, conforto é bom e todos nós gostamos, mas que fique claro que esses dois itens devem pertencer à classe de luxos, e, de forma alguma, são estritamente necessários. O corpo humano se acostuma a tomar banho frio e a dormir sem ar condicionado – como sempre aconteceu nos últimos 100 mil anos.

Para concluir, gostaria de reforçar que, para realmente vivermos fora do pico, ou fora da caixa, precisamos questionar tudo e todos. Evite aceitar o comum como verdadeiro, sem questionar as premissas. Nos exemplos acima, basicamente todas as premissas faziam referência à saúde: “se eu quero ter saúde, preciso levantar 150kg na academia?

Pra mim, uma vida no pico nunca será tão prazerosa quanto minha vida no vale, pois é melhor estar acostumado a hábitos simples & baratos do que a hábitos complexos & caros. Afinal, quem você acha que é mais feliz: uma pessoa que bebe qualquer vinho, ou uma que só bebe vinhos de marca?

7
Deixe um comentário

avatar
4 Comment threads
3 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
5 Comment authors
AA40frugalidadehackerABMSempre SábadoKspov Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Kspov
Visitante
Kspov

Meu caro os teus temas sao pra la de provocativos.
Só acho q ser simples nao necessariamente precisa viver como miseravel. Ter coisas nao ha problema, o problema é qdo somos escravos das coisas.
E concordo o melhor é se distanciar da manada. Os hospitais estao cheios de pessoas, cada vez mais doencas como depressao, ansiedade e crise do panico tomam conta da nossa sociedade. Tb procuro me afastar dessa manada e refletir sobre habitos sobre esses q vc comentou.
Diminuir a carne minha principal dificuldade.
Obrigado pelo Post. Provocativo e reflexivo

Sempre Sábado
Visitante

Muitooo bom FH! Eu tb sou do tipo que questiona tudo. Porque precisamos fazer uma mega festa de casamento pra casar? Será que eu realmente quero filhos? Será que eu preciso fazer a unha toda semana? Rs E já me consideram “estranha” no meu grupo de amigas! Então bom saber que tem gente que pensa ainda mais fora da caixa do que eu rs Adorei o comentário sobre o almoço ao meio dia. Aqui no meu trabalho tem fila (!) pra pegar o elevador pra descer pro almoço ao meio dia. Oq eu faço? Desço sempre uns 10min antes e… Read more »

ABM
Visitante
ABM

Gostei bastante da lista de questionamentos! Eu particularmente passei a ver as minhas crenças e concepções de mundo como algo externo a mim. Parece estranho, mas tentei desvuncular essas questões de quem eu sou. O sensacao de liberdade é enorme, pois quando você é confrontado nessas concepções e crenças, voce nao se vê atacado na sua identidade. Enfim, vc acaba vendo uma boa parte das questoes como externalidades que foram assimiladas ao longo do tempo pelo contexto do qual vc faz parte e não como parte da sua identidade. A vida para mim acaba mais leve e fluida desta maneira.… Read more »

AA40
Visitante

Bárbara a discussão do anti-establishment. Quanto a parte financeira concordo totalmente com vc. Agora que todos estão ambiciosos com bolsa a 500 mil pontos, é hora e pender para o outro lado, do contra !