Meus privilégios

privilegiosAcho que nunca vi na finansfera alguém fazer uma autochecagem de privilégios. Sem isso, fica difícil estimar o lugar de fala e a coerência do indivíduo. Por exemplo, há algum tempo saiu na Exame o caso do CEO mais jovem de uma empresa de capital aberto no Brasil. “Ele já foi até confundido por um estagiário”, diz a matéria (tadinho!). Mas esse jovem é filho de um dos donos dessa empresa. É insensato, portanto, ele advocar que “qualquer um pode ser CEO de uma empresa de capital aberto aos 24 anos”. [...]  leia mais